PT
EN
  Notícias  
07.08.2020
Produtores já podem pedir a certificação de produção sustentável
Num momento de grande incerteza e preocupação futura com o ambiente, assistimos a uma maior consciencialização de muitos consumidores quanto à importância de uma produção atenta aos impactos, entre outros, na biodiversidade e nos ecossistemas, na manutenção de uma vinha saudável e na promoção de uma uva de qualidade.

E, por isso, uma certificação de produção sustentável no rótulo do vinho não é apenas mais um "selo", mas sim uma prova de cuidado e preocupação com o nosso futuro comum.

O Programa de Sustentabilidade dos Vinhos do Alentejo (PSVA) é um exemplo de união entre produtores, que desenvolvem, melhoram e partilham as abordagens relativas à sustentabilidade na produção, que a CVRA aspira alcançar. Este programa tem-se mostradodiferenciador, na medida em que foi o primeiro programa criado em Portugal com vista em promover a componente ambiental, social e económica de toda uma região vitivinícola. A produção sustentável não se foca apenas na vinha e no vinho, mas sim tudo o que está à sua volta.

Podemos dizer que é quase como um "estado de alma" do lugar. No total são 422 os membros que já fazem parte deste programa, que representam quase 50% da área de vinha do Alentejo, e que podem vir a ser certificados. A CVRA desenvolveu um referencial normativo, em colaboração com quatro Entidades Certificadoras, nomeadamente a Bureau Veritas, SGS, Certis e Sativa, com o objectivo de permitir a avaliação da implementação do programa nos membros, com vista à Certificação dos mesmos.

Esta certificação vai permitir ao membro PSVA certificado comunicar no seu produto final, bem como em toda a sua documentação e marketing institucional, criando uma clara vantagem competitiva, e tendo mais argumentos em tenders no estrangeiro, visto cada vez mais este género de requisitos serem pedidos ao nível da decisão.

 
  Voltar
  Partilhar
Vinhos do Alentejo 2023