PT
EN
  Notícias  
06.05.2023
Alentejo distingue os 26 melhores vinhos da região

10ª edição do Concurso de Melhores Vinhos do Alentejo

O Concurso de Melhores Vinhos do Alentejo, organizado pela Confraria de Enófilos do Alentejo, atribuiu três medalhas de ouro, três em prata, outras três em bronze e, ainda, 17 menções honrosas para cada categoria de vinho branco, tinto e rosé.
 
As medalhas de ouro foram atribuídas ao vinho branco «Herdade de São Miguel - Esquecido 2021» entregue à Casa Relvas, ao vinho tinto «Cartuxa - Reserva 2017» da Fundação Eugénio de Almeida, e ao vinho rosado «Maré Viva 2022» da Adega Cooperativa de Redondo.
 
A medalha de prata, na categoria de vinho branco, foi atribuída a «Paulo Laureano Private Selection 2019» da PL Wines; ao vinho rosado «Herdade de São Miguel 2022» da Casa Relvas; e ao vinho tinto «Herdade das Servas – Reserva 2017» da Serrano Mira.
 
Já as medalhas de bronze foram entregues ao vinho branco «Margaça – Reserva 2021» da Sociedade Agrícola de Pias; ao rosé «Convés 2022» da Enolea, Sociedade Agrícola; e ao tinto «Monte Cascas – Grande Reserva 2015» da Casca Wines.


Consulte os prémios neste link.
 

Entre os 136 vinhos a concurso de 51 produtores de todas as áreas e sub-regiões vinícolas alentejanas, foram destacadas 26 referências, provadas, classificadas e selecionadas pelos 25 jurados especialistas do setor.
 
Pedro Luiz de Castro, Juiz da Mesa (equivalente a Presidente da Direção), garante que “a missão da Confraria continuará a ser defender o Alentejo, promovendo a excelência dos vinhos que são produzidos na região. Este concurso não só tem como objetivo premiar o trabalho árduo dos produtores em elevar a qualidade dos seus vinhos, mas também reforçar o papel crucial que a indústria vinícola desempenha no desenvolvimento económico e social do Alentejo.”
 
Desde 1991, data em que surgiu a Confraria, sempre foi um objetivo divulgar a autenticidade e a pureza das vinhas e dos vinhos alentejanos, abrangendo as vertentes históricas e culturais, bem como as socioeconómicas. Os símbolos da Confraria são o tradicional Capote Alentejano, com o chapéu abeiro, a insígnia, o emblema e o estandarte.
 
Recorde-se que os vencedores foram conhecidos na passada sexta-feira, 05 de maio, na Casa do Alentejo, em Lisboa, e que este concurso conta com o apoio da Comissão Vitivinícola Regional Alentejana (CVRA).





SOBRE A CONFRARIA DOS ENÓFILOS DO ALENTEJO
 
A Confraria dos Enófilos do Alentejo foi formalmente constituída, por escritura pública lavrada no Palácio D. Manuel em Évora, a 29 de junho de 1991, tendo apadrinhado o ato o Eng.º João Carvalho Ghira, como Grão-Mestre da Colegiada dos Enófilos de S. Vicente.
 
Participaram neste ato público muitos dos futuros Confrades Fundadores da Confraria, tendo a escritura de constituição sido subscrita por 23 destes, pelo Dr. Manuel Carvalho Moniz e por Luísa Charrua, atualmente Confrade Irmã, e Secretária-Geral da CEA.
 

SOBRE A COMISSÃO VITIVINÍCOLA REGIONAL ALENTEJANA
 
A Comissão Vitivinícola Regional Alentejana (CVRA) foi criada em 1989 e é responsável pela proteção e defesa da DOC Alentejo e da Indicação Geográfica Alentejano, certificação e controlo da origem e qualidade, promoção e fomento da sustentabilidade. Assumindo elevados padrões de rigor, transparência e imparcialidade, a CVRA é um organismo certificador acreditado pela ISO/IEC 17065:2014, com os seus laboratórios de análises físico-químicas e sensoriais acreditados pela ISO/IEC 17025:2018. Acresce ainda a certificação pela ISO 14001:2015, devido ao forte compromisso ao nível ambiental da CVRA.


 
  Voltar
  Partilhar
Vinhos do Alentejo 2024