PT
EN

Monte das Ânforas Tinto 2015

Denominação: Vinho Regional Alentejano

Castas: Aragonez (60%) e Trincadeira (40%)

Estágio: Cubas de aço inox

Enólogo: Hugo Carvalho

Tipo de Solo: Argilo-xistosos

Primeira Colheita: 1999

História: O vinho Monte das Ânforas deve o seu nome à Herdade das Ânforas, em Arraiolos, que possui como elemento decorativo uma colecção de ânforas ou “talhas” notável. Tradicionalmente na região do Alentejo recorria-se a ânforas de cerâmica para a feitoria de vinhos. Foi a solução encontrada para paliar a dificuldade de utilizar boas madeiras para a construção de barricas, ocorrência que se fazia sentir em toda a bacia mediterrânea.

Perfil: A colheita de 2012 foi produzida a partir de uma selecção das Castas Aragonez e Trincadeira plantadas em diferentes vinhas do Alentejo. O Aragonez e a Trincadeira são produzidos em: Arronches (Portalegre), Orada (Borba), Redondo e Arraiolos e onde predominam os solos Argilo-Xistosos.

Vinificação: A vinificação do vinho Monte das Ânforas é feita na nova e moderna adega da Quinta do Carmo em Estremoz. Utiliza-se uma vinificação tradicional, com macerações curtas onde as castas são vinificadas separadamente em cubas de aço inox com temperatura controlada, para permitir preservar os aromas frutados. No final da fermentação é feito o lote originado assim um vinho moderno, jovem e fresco.


 

Análises

Álcool (%vol.): 14.5
PH: 3.8
Açúcar Residual: 2.6
Acidez Total (g/I AT): 4.6
SO2 Total (mg/I): 55

Temperatura de Serviço: 16-18ºC


 

Notas de Prova

Cor / Aroma: À prova apresenta vivacidade e profundidade na cor e uma riqueza aromática com notas de frutos vermelhos.
Paladar: Na boca é encorpado, e macio com uma boa sensação de frescura e onde se notam os sabores dos frutos vermelhos combinados com notas de especiarias.

Gastronomia: O Monte das Ânforas 2015, com a sua riqueza aromática, acompanha pratos de carne ou peixes grelhados e saladas completas, como uma salada César.

  Partilhar
  Vinhos
Ver Produtor       
Vinhos do Alentejo 2017