PT
EN

Barrancôa Tinto 2013

País: Portugal
Região: Alentejo
Sub-região: Vidigueira
Classificação: Vinho Regional Alentejano
Clima: Microclima Vidigueira. Clima mediterrânico com grande influência Atlântica, assim como, uma ligeira continentalidade no período Primavera-Verão.
Solo: Xisto
Castas: 40% Aragonez, 40% Trincadeira e 20% Alicante Bouschet
Produção: 60.000 garrafas
Enólogo: Paulo Laureano



Vinificação

Com três castas de diferentes ciclos de maturação, nasce o blend Barrancôa. A fermentação é feita separadamente, começando pelo Aragonez, de seguida a Trincadeira e, por fim, o Alicante Bouschet.
Ainda no campo, a vindima é feita manualmente e as uvas sujeitas a uma primeira escolha. Estas são depois reencaminhadas para as câmaras frigoríficas da adega onde a sua temperatura é estabilizada até aos 10ºC. Nas mesas de escolha dá-se início a uma rigorosa seleção dos melhores cachos, que são depois desengaçados. Depois de devidamente quebradas, as uvas vão diretamente para os diferentes depósitos de fermentação, todos com temperatura controlada. Durante a fermentação alcoólica a temperatura ronda os 20 a 22 ºC. Não havendo utilização de bombas nas remontagens, apenas pisas mecânicas e delastage assim tirando partido da gravidade, evita-se desta forma a dilaceração da pelicula, o esmagamento da grainha e a consequente exclusão de adstringência. Parte deste vinho é depois estagiado em barricas de carvalho francês. Após a fermentação malolática, é definido o blend que é depois engarrafado e encaminhado para a cave, onde faz um estágio de 8 a 10 meses.

Engarrafmento: A frio, enchimento semi-automático.



Análises

ABV: 14%
Açúcares Totais: 0,7 g/dm3
Acidez Total: 5,8 g/dm3 (Ac. Tartárico)
Acidez Volátil: 0,61 g/dm3 (Ac. Acético)
pH: 3,46



Notas de prova

Cor: Granada.
Aroma: Aroma de frutos negros maduros, especiarias e tosta.
Paladar: Macio, fresco, elegante e persistência.
Consumo: Após 8-10 meses de engarrafamento, até 6 anos.
Gastronomia: Um vinho soberbo com ensopados, pratos tradicionais de borrego ou porco preto. Caça de pena.
Temperatura de consumo recomendada: 15º C / 16º C

  Partilhar
  Vinhos
Ver Produtor       
Vinhos do Alentejo 2017