PT
EN
  Notícias  
20.06.2018
Enoturismo 4.0 – Saberes e Sabores do Alentejo

O projecto «Enoturismo 4.0 – Saberes e Sabores do Alentejo» foi idealizado no âmbito do Orçamento Participativo Portugal (OPP), e tem como mote «Da vinha ao copo».  Até 30 de Setembro, vote neste projecto que visa acima de tudo dinamizar o enoturismo na região alentejana. Pode votar aqui:


VOTE NO ALENTEJO - ENOTURISMO 4.0


Enoturismo 4.0 – Saberes e Sabores do Alentejo começa na vinha e termina na adega, na taberna e em todos os cenários relacionados com a vinha e o vinho.

Como o nome do projecto indica, pretende-se conciliar o melhor de 3 mundos: o melhor de três mundos: o turismo como a grande indústria do séc. XXI, aqui associado e potenciado pelo vinho, as tradições, saberes e sabores (patrimónios) e as novas ferramentas que sustentam a economia 4.0.


Este projecto divide-se em quatro tópicos fundamentais que cobrem todos os saberes e sabores (patrimónios) associados à vinha e ao vinho:​​​​
 
  • Vinha, enquanto ato agrícola, paisagem, castas, ruralidade;
  • Vinho/produtores, enquanto produto final e consequência de todas as coisas, a que se associam os principais atores, quem faz o vinho (produtores);
  • Adegas e tabernas, como os principais palcos;
  • Patrimónios/experiências e pessoas, todas as tradições, saberes e sabores associados ao vinho.

Destina-se a cada uma das oito sub-regiões vitivinícolas do Alentejo onde ocorrerão diversas ações envolvendo atores locais - produtores, enólogos, autarquias, associações, agentes turísticos, cidadãos.
Enoturismo 4.0 – Saberes e Sabores do Alentejo tem como principais objectivos a criação de ferramentas de última geração (4.0) de apoio ao enoturismo : micro-site; app e plataforma colaborativa, contribuir para a maior internacionalização do enoturismo no Alentejo, contribuir para a promoção do turismo vitivinícola, contribuir para o combate à desertificação e aos constrangimentos de algumas zonas rurais,nentre outros. Saiba mais aqui.


O OPP é um processo democrático deliberativo, directo e universal, através do qual as pessoas apresentam propostas de investimento e que escolhem, através do voto, quais os projectos que devem ser implementados em diferentes áreas de governação. Estes grupos de propostas não concorrem entre si, tendo cada um deles a sua dotação financeira. Cada região do país terá sempre assegurada a existência de projectos vencedores do OPP no seu território. Conheça mais sobre o programa Orçamento Participativo Portugal aqui.

 
  Voltar
  Partilhar
Vinhos do Alentejo 2018